Edivaldo da Praia: “Ponte Gilberto Amado está há dois anos na escuridão”

Construída no governo do saudoso Marcelo Déda, a Ponte Gilberto Amado, elo entre os municípios de Estância e Indiaroba [região Sul], há cerca de dois anos está totalmente às escuras, reclamou o vereador Edivaldo da Praia (SD), eleito pelo município de Estância.

Enquanto vereador e morador daquela região tenho recebido diversas cobraças para que eu me posicione e, assim, possa chegar ao governo do Estado e, este, resolva essa problemática que afeta os moradores dali – destacou Edivaldo.

 – A escuridão naquela Ponte favorece a ação de meliantes. Moradores e turistas têm sido alvo de constantes assaltos o que tem escorraçando moradores do Potro do Mato, moradores de Terra Caída e outros. Da tribuna desta Casa quero solicitar ao senhor governador do Estado que possa interceder e encontrar uma solução para esse problema – reforçou.

O vereador Dode (SD) deu brilho ao pleito do colega Edivaldo, sugeriu a criação de uma comissão para fazer uma visita técnica ao governador e pedir solução para o tema supracitado.

Artur Oliveira, vereador do PT, lembrou que a referida Ponte possui mais de 1700 metros de extensão, uma das maiores do nordeste, uma obra que ajuda escoar o turismo no estado.

– Aquela Ponte não pode ficar nesse dilema: o Estado com contas de luz atrasadas e os dois municípios prejudicados. Aquela ponte é uma das maiores do estado, com mais de 1700 metros de extensão, fortalece o turismo na região.   Devemos formar uma comissão e visitar a governadora em exercício, Eliane, na próxima semana, pedir uma solução.  Eu sou aliado do governador, mas não estou aqui para fechar os olhos para o problema – enfatizou Artur.

O vereador Misael Dantas Soares (PSC) externou que ainda não existe um Termo de Entrega daquela ponte aos municípios de Estância e Indiaroba.

Aquela Ponte é de responsabilidade do Estado. Mesmo que os municípios de Estância e Indiaroba queiram iluminá-la, não podem, mesmo diante da boa vontade dos dois prefeitos, porque os municípios não podem arcar com dívidas do Estado – lembrou o vereador Misael Dantas Soares.

A grita popular, mediante a situação de escuridão da Ponte Gilberto Amado, tem alcançado eco na tribuna da Câmara Municipal de Estância. Entretanto, o Estado tem se mantido em silêncio sepulcral enquanto visitantes e moradores têm que se vestirem da armadura da coragem diante da situação de risco submetidos nesses dois anos de escuridão na Ponte que leva o nome do estanciano, advogado, diplomata, escritor, jornalista e político brasileiro, Gilberto Amado.

 

 

 

Ascom CVE